Os incríveis desenhos de Kelvin Okafor


Kelvin Okafor é um artista inglês de 27 anos que faz retratos em preto e branco. Ele desenha a partir de fotos (como referência), utilizando-se de lápis e carvão sobre o papel e o resultado é incrivelmente impressionante, que é preciso observar bem para poder ver que trata-se de desenho e não de foto.

Kelvin vem se transformando num fenômeno descoberto há pouco tempo pela mídia inglesa. Sua arte é proclamada como coisa de gênio, e que provavelmente até Michelangelo renderia elogios a Okafor (dizem os críticos ingleses). Mas seu trabalho não nasceu do dia para outro.Filho de pais nigerianos e pobres, mas que deram o melhor que podiam para a educação de Kelvin e seus irmãos, e dizendo a eles que a única recompensa era a do trabalho duro. Assim, a partir da adolescência ele descobriu não só um talento, mas o amor pelo desenho. Na faculdade começou a desenvolver o olhar apurado e paciente que resulta em suas brilhantes obras atualmente.

Kelvin Okafor tem uma paciência absurda. Trabalha entre 10 a 15 horas por dia, mas para ele o tempo não existe quando se entrega aos desenhos. Seu processo passa pela intensiva observação do retratado, observando a luz, sombras, profundidades, relevos, e essa importante parte do trabalho, segundo ele, dura várias horas.

Uma característica a ser dita sobre suas obras é a falta de traços visíveis à lápis, principalmente nos trabalhos mais recentes, o lápis realmente desaparece. Ele desenvolveu sua técnica para que tenhamos a impressão de estar observando uma fotografia. De qualquer forma ele parece servir de inspiração para muitos novos artistas, mesmo que existam alguns dizendo que seu trabalho é uma trapaça. Mas para rebatê-los, a arte hiper-realista de Okafor é a mais real forma de talento possível e  a melhor das respostas.

Fonte: soulart

Veja alguns desenhos incríveis de Kelvin Okafor


























Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE REBORN DE LARISSA VERSOLATO

As expressivas esculturas em argila de Jurga Martin

Romero Britto e sua arte inspiradora