Esculturas realistas de Marcelo Rezende


Marcelo Rezende, artista plástico autodidata que ainda pequeno já mostrava seu talento em desenhos que fazia na escola.Começou a fazer esculturas aos sete anos com barro que havia nos fundos de sua casa.Sempre trabalhou com arte,tem como característica a figura humana,seja em suas telas ou esculturas.Nascido e criado no estado do Rio de Janeiro,Marcelo começou a trabalhar nesta área ainda na escola,onde pintava telas e fazia painéis e esculturas para festas infantis.Seu trabalho teve reconhecimento pela mídia nacional quando por inspiração do Museu de cera Madame Tussauds,começou a esculpir celebridades.Sem ter faculdade de artes,Rezende está sempre pesquisando e procurando aprender técnicas e até mesmo criando novas.Hoje o artista é reconhecido pelas personalidades que o inspira,tendo assim o reconhecimento da sua arte.

"A primeira estátua foi um desafio! Só consegui fazer como eu queria na quinta tentativa, com muita força de vontade. Comecei com cera, como são as lá de fora, mas não deu. Nosso clima atrapalha. Aqui no Rio é muito quente e elas derretem. Para trabalhar com a cera, eu precisaria de ar-condicionado, uma boa estrutura... Coisa que não tenho. Eu uso massa de porcelana. Não tem esse problema e eu acho que reproduz melhor a pele humana", esclarece.

"É um hobby, uma coisa de fã. Faço as estátuas no meu tempo livre... Posso estar cansado, mas tenho prazer de ir para o meu cantinho e trabalhar. Escolho os artistas que eu admiro para reproduzir. Não ganho nenhum dinheiro com isso. Mas se alguma pessoa me procurar para fazer uma boneca das filhas, bonequinhos de bolo de casamento... Eu faço. Meu maior sonho é ver os nossos artistas bem representados com o meu trabalho. Lá fora, o Ayrton Senna e o Pelé já foram reproduzidos. Mas a Xuxa, por exemplo, não", destaca

Confira um pouco do seu trabalho e saiba mais acessando seu blog























Via Ego Noticias




Postagens mais visitadas deste blog

A ARTE REBORN DE LARISSA VERSOLATO

As expressivas esculturas em argila de Jurga Martin

Romero Britto e sua arte inspiradora