11/07/2018

A fotógrafa Rachel Neville captura os movimentos graciosos e elegantes dos profissionais de balé


Como ex-dançarina, a fotógrafa Rachel Neville, de Nova York, especializou-se em imagens que destacam o corpo humano e capturam o movimento. Sua propensão para experimentar o movimento e sua criatividade artística inerente culminaram em uma linda coleção  de fotografias conceituais de dança.

A abordagem estilística de Neville para a fotografia de dança é tão distinta quanto atual.  Como as fotos tradicionais de dançarinos, suas fotografias enfatizam os movimentos expressivos do corpo. O que diferencia as fotos de Neville dos outros, no entanto, é seu estilo altamente contemporâneo e profundamente conceitual, que é “tão informado de sua história de dança quanto (é) de sua visão criativa inata”.

Para destacar os movimentos de seus dançarinos modelos, ela emprega uma infinidade de adereços, de tecidos fluidos a abstrações ilustradas. Da mesma forma, muitos dos modelos usam conjuntos avant-garde. Embora atraentes e teatrais, os figurinos exclusivos não desviam a atenção dos corpos e gestos das figuras. Em vez disso, eles inventivamente os acentuam através de silhueta, cor e até textura.

Além de exibir inegavelmente os impressionantes movimentos, poses e físicos de seus modelos, Neville tem outro objetivo em mente ao capturar as cenas cativantes: “trazer (espectadores) ao teatro”. Apresentando uma coleção visualmente eclética e inegavelmente dinâmica de fotos, a fotógrafa mostra com sucesso as capacidades não só do corpo humano, mas também da arte da dança.

Você pode ver mais fotos impressionantes de Neville em seu Instagram. Muitas vezes acompanhada de uma citação inspiradora, cada imagem transmite a abordagem apaixonada da fotógrafa ao seu trabalho.


Confira algumas de suas incríveis fotos:




































Rachel Neville: Website | Instagram | Facebook | Twitter | Blog
Fonte: My Modern Met

Artista recria famosas obras-primas com argila de polímero colorido



A artista britânica  Lizzie Campbell (também conhecida como Clay Disarray) recria pinturas mundialmente famosas com argila de polímero colorido. Assemelhando-se ao estilo dos personagens clássicos de "Claymation", as divertidas pinturas de polímeros da artista parecem que fazem parte do curta de animação,  Wallace e Gromit, lançado no Brasil em 2005.

De um autorretrato de Frida Kahlo à  menina com brinco de pérola de Johannes Vermeer, cada peça de arte escultural é feita de arame e camadas de argila . Campbell primeiro desenrola fundos de argila planos antes de amassar, moldar e unir os elementos tridimensionais e pequenos detalhes. Uma vez terminados, eles são colocados em um forno para endurecer e depois montados dentro de um quadro decorativo de 11,5 x 9,5 polegadas, pronto para ser pendurado na parede como uma homenagem de novidade às verdadeiras obras-primas.

O trabalho criativo de Campbell resultou em parcerias com clientes como a BBC, a Universal Music, o Glastonbury Festival e a Sony Pictures Home Entertainment. Ela também exibiu seus personagens de argila em vários locais do mundo, incluindo o Festival de Rúgbi da Cultura, na Inglaterra, onde sua peça de Frida Kahlo está sendo exibida até 15 de julho de 2018.

Confira abaixo algumas de suas obras e para saber mais sobre a artista, acesse sua página no Instagram

(fonte:My Moderm Met)














Essa é Lizzie Campbell (também conhecida como Clay Disarray) http://www.claydisarray.co.uk/






QUANDO O ORIGAMI ENCONTRA A DANÇA E A FOTOGRAFIA

Melika Dez  e  Pauline Loctin , artistas de Montreal, se conheceram em janeiro de 2018 e decidiram combinar suas imaginações em uma colabor...